Política

Cuiabá: empresários se reúnem com Fávaro e pedem apoio contra novo imposto

Os empresários do distrito industrial de Cuiabá se reuniram com o senador em exercício Carlos Fávaro, que é candidatpo ao Senado, na sede da associação das empresas, apresentaram reivindicações do setor. O distrito da capital é considerado o maior polo industrial de Mato Grosso, com 260 indústrias instaladas, nos mais variados setores, que geram aproximadamente 20 mil empregos diretos e milhões em impostos.

O presidente em exercício da entidade, Domingos Kennedy Garcia Sales, fez um apelo que “não pode haver no Brasil um novo imposto estilo CMPF ou nenhum novo imposto. Os empresários já não têm mais condições de arcar com aumento de carga tributária”. Kennedy destacou que quando os governos criam novos impostos, quem paga o custo é o consumidor, já que os tributos são inseridos no processo produtivo, nos serviços ou no produto final. O presidente da AEDIC também disse que a população busca políticos que estejam ao lado do povo. “Queremos políticos que sejam independentes, que não cheguem em Brasília e abaixem a cabeça para tudo que o governo quer, aprovando tudo, como aumentar impostos. Queremos representantes que estejam ao nosso lado, ao lado de quem produz”.

Carlos Fávaro garantiu que não há, no Congresso Nacional, clima para a aprovação de novos impostos, especialmente nos moldes da antiga CPMF. “Se alguma proposta neste sentido chegar aos parlamentares não tem nenhuma chance de aprovação”

A primeira suplente em sua chapa é a empresária Margareth Buzetti, presidente licenciada da Associação das Empresas dos Distrito Industrial de Cuiabá e da Associação Brasileira do Segmento de Reformas de Pneus (ABR).

Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)