quinta-feira, 18/julho/2024
PUBLICIDADE

CPI do Hospital de Sinop convoca secretário de Saúde

PUBLICIDADE

Os vereadores membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que apura as causas do Hospital Municipal ainda não ter sido aberto, se reuniram esta tarde (4), na câmara, para definir o plano de trabalho. O primeiro passo será uma  visita ao prédio, na segunda-feira (8) de manhã. O objetivo, segundo o presidente da CPI, vereador Gilson de Oliveira (PP), é verificar como o local é utilizado atualmente.

Ainda esta semana, a comissão convocará o secretário municipal de Saúde, Alberto Kinoshita, para uma sabatina, na próxima segunda à tarde. "Vamos ouvi-lo para tirar todas dúvidas e (questões) que o secretário tenha condições de responder", explicou Gilson. Posteriormente, será convocado o engenheiro fiscal da obra.

Nesta semana também começam ser enviados os ofícios com pedidos de documentos com informações oficiais. Os vereadores querem saber a quantidade de leitos, localização e outras compras de equipamentos, cópia da licitação e projeto arquitetônico do hospital, cópia do termo de conclusão e recebimento da obra, cópia do projeto de equipamentos por ambiente e rede logística para real funcionamento e cópia do processo judicial sobre o tema.

Em outra frente, a CPI vai requerer levantamento dos recursos humanos necessários para o funcionamento do hospital e audiência no Ministério da Saúde para saber em que situação está a liberação de recursos para o hospital, prometidos para o primeiro semestre e que ainda não saíram.

Foi a segunda reunião da CPI, instaurada ontem (3). Além de Gilson de Oliveira, participaram a relatora Zuleica Mendes (PMDB), os membros Leozenir Severo (PR), Francisco Júnior (PSDB), Hedvaldo Costa (PSDB) e Jonas de Lima (PMDB), além do vereador Fernando Assunção (PSDB), que acompanhou a reunião, que é aberta a todos vereadores, informa a assessoria da câmara.

Conforme Só Notícias já informou, regimentalmente, a CPI do Hospital tem prazo de 60 dias para ser concluída, podendo ser prorrogada por mais 30. O prazo passa a contar a partir do dia 3 de novembro. A comissão foi requerida pelos vereadores Fernando Assunção e Remídio Kuntz (PP) no dia 25 de outubro e acatada no mesmo dia.

A obra do Hospital Municipal de Sinop foi lançada em 2002 pelo então ministro da Saúde, José Serra (PSDB). Em 2008, o ex-prefeito e deputado federal eleito, Nilson Leitão (PSDB), entregou o prédio e, posteriormente, apontou que laudo técnico do Ministério da Saúde atesta que a estrutura física está pronta e o objetivo do convênio foi cumprido.

O atual prefeito, Juarez Costa (PMDB), ainda não abriu o hospital porque faltam equipamentos e aponta que haveria falhas estruturais no prédio e que não há recursos financeiros para a manutenção da equipe.

A justiça concedeu prazo até dezembro para o hospital entrar em funcionamento.

 

 

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Prefeito de Colíder confirma apoio do Novo a sua pré-candidatura à reeleição

O prefeito Hemerson Máximo (Maninho), pré-candidato à reeleição, confirmou...

Governo de MT divulga prioridades de investimentos no orçamento apontadas pela população

A secretaria estadual de Fazenda divulgou, hoje, o relatório...

Primeira-dama de MT viabiliza emenda de R$ 1 milhão com o deputado para Parajiu-jitsu

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, se reuniu,...

Escola em Nova Mutum será reformada com mais de R$ 2 milhões em investimentos

A prefeitura fará concorrência pública, este mês, para contratação...
PUBLICIDADE