Política

CPI da Renúncia Fiscal em Mato Grosso aprova convocação do presidente da Aprosoja Brasil

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Renúncia e Sonegação Fiscal, da Assembleia Legislativa, aprovou, há pouco, requerimento do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que convoca o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), Antônio Galvan, a prestar depoimento sobre repasses e a destinação de recursos estaduais para a Aprosoja Mato Grosso, no período que ele foi presidente,

“Não é caça às bruxas, ou simplesmente a ideia de gerar constrangimento a alguém. A CPI busca respostas a respeito disso e daremos a oportunidade do presidente da Aprosoja dar suas explicações e contribuir com sugestões para a melhoria da arrecadação de nosso Estado”, disse o parlamentar, que preside as investigações. Ele acrescentou que a associação recebe anualmente recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) e surgiram dúvidas quanto a aplicação dos recursos.

No período de 2019 a 2021, a Aprosoja Mato Grosso recebeu R$ 138 milhões do governo do Estado, via Fethab. O dinheiro é resultado de um convênio para fortalecer o Instituto Mato-grossense do Agronegócio, conforme lei estadual criada em 2019.

O deputado Carlos Avalone (PSDB) também defendeu a convocação. “Todos nós estamos surpreendidos com as notícias das últimas semanas. Agora, vamos oportunizar a sociedade ter pleno conhecimento das ações da Aprosoja. Até para o próprio Antônio Galvan, é uma oportunidade de prestar esclarecimentos”, declarou, através da assessoria.

Só Notícias (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)