Política

CPI da Covid investiga 26 políticos acusados de disseminar notícias falsas sobre a covid; deputado de MT é citado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado, que investiga a condução da pandemia no Brasil, editou uma lista com 26 políticos que podem ter disseminado informações falsas sobre o coronavírus. O deputado federal José Medeiros (Podemos) é o único de Mato Grosso citado na lista. 

Segundo informações divulgadas pelo site Congresso em Foco, o parlamentar mato-grossense teria feito defesa de uso de medicamento sem eficácia comprovada (hidroxicloroquina). O deputado também teria publicado um vídeo editado, retirando a frase “E daí?”, dita pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), quando o Brasil atingiu 5 mil mortes pela covid. 

De acordo com o Congresso em Foco, a lista foi produzida por um grupo de 41 voluntários designados pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), e que atuam na busca de informações e checagem de dados. Além de Medeiros, também foram citados outros deputados, alguns senadores e ministros do governo Bolsonaro. 

A CPI também está investigando a origem de 68 perfis na internet, acusados de espalhar notícias falsas sobre a pandemia. O objetivo é identificar os autores das páginas. Até o momento, o nome dos portais não foram divulgados. 

Outro lado

Só Notícias entrou em contato com a assessoria do deputado José Medeiros. Por meio de nota, o parlamentar disse apenas que “uma lista divulgada por Omar Aziz (outro senador da CPI) e Renan Calheiros não tem nenhuma credibilidade e não passa de fake news”.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo)