domingo, 19/maio/2024
PUBLICIDADE

Contrariando PSD secretário pode permanecer no cargo

PUBLICIDADE

Movimentações políticas verificadas na sexta-feira poderão assegurar a permanência do secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Adriano Breunig, à frente da pasta, contrariando a decisão da cúpula do PSD de Mato Grosso, de entregar os cargos ocupados por indicados da sigla no staff. Informações apontam que um representante do partido teria solicitado ao governador Silval Barbosa (PMDB) a continuidade da gestão do secretário, que atenderia os critérios para substituição, possuindo perfil “técnico” e não político, mesmo sendo indicado pelos pessedistas. Silval analisa o assunto.

Presidente estadual do PSD, vice-governador Chico Daltro, e o secretário-geral da legenda, presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva, foram enfáticos ao afirmar que “a decisão do PSD está tomada, é pública e oficial”. Destacaram ainda “que nenhum membro do partido, se houve essa movimentação, está autorizado a falar sobre o tema, que não corresponde à posição do PSD”. E foram pontuais ao ressaltar que “aguardam as providências do governador” sobre as tratativas realizadas em reunião, na quinta-feira.

Outro ponto aventado nos bastidores do Palácio Paiaguás dá conta de que o secretário estadual de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, José Domingos Fraga (PSD), por ter vida política própria já que foi reeleito pelo DEM e migrou para o atual partido, não necessitaria de um aval da agremiação para permanecer como secretário. As pressões pela permanência de Fraga na Sedraf têm ocorrido de forma sistemática, garante fonte do governo.

O PSD deixou Silval Barbosa a vontade para promover mudanças, se assim achar necessário. Continua na base aliada, mas terá maior espaço para cobrar ações. Existe posição na direção estadual da legenda de colaborar com os trabalhos macro delineados para a atual gestão. Mas impera a insatisfação entre os maiores líderes do partido sobre a política adotada pelo Executivo de realização de programas e projetos.

Falta de estímulo também se dá no campo do cumprimento de propostas sob responsabilidade de alguns gestores estaduais, que estariam “travando” o sistema. O governo rebate ponderações e garante esforços além de inovações na política de desenvolvimento de Mato Grosso.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Ex-deputado Carlos Bezerra é internado em UTI

O ex-deputado federal e ex-governador Carlos Bezerra (MDB) está...

PL veta apoio de deputados para pré-candidatos a prefeito de outras siglas

O presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto,...

STJ nega novo pedido do MP e mantém ação contra Emanuel na Justiça Federal

Foi negado pela Quinta Turma do Superior Tribunal de...
PUBLICIDADE