Política

Consórcio de Saúde aponta economia de 45% na compra de medicamentos no Nortão

Prefeitos, vereadores e secretários de Saúde dos 15 municípios que compõem o Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires participaram, ontem à noite, de uma reunião para a prestação de contas. O encontro foi promovido pelo presidente do consórcio, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, com o objetivo de prestar contas e ressaltar a importância dos projetos destinando recursos ao consórcio.

Entre os dados mais significativos, está o aumento no volume de medicamentos e a economia gerada aos municípios por meio da compra de medicamentos e materiais em conjunto. Segundo o relatório, somente até abril deste ano, foram adquiridos mais de R$ 2,7 milhões em medicamentos, quase 90% do valor adquirido em todo o ano passado. Este ano, foram realizados três pregões, com economia média de 45% em relação ao valor estabelecido no termo de referência.

Outro avanço destacado foi a implantação da Central de Recebimento e Distribuição de Medicamentos, que tem como função facilitar a logística, principalmente para os municípios fora do eixo da BR-163.

“É uma noite de apresentar números, de agradecer e dizer que temos vários desafios pela frente. A saúde é muito complexa e não existe outra maneira de avançar, a não ser por meio da união entre os municípios”, ressaltou Lafin.

Para o prefeito de Nova Ubiratã, Valdenir José dos Santos, graças ao trabalho do consórcio, os municípios menores estão conseguindo preços mais acessíveis. “Mesmo com a crise e as dificuldades do Estado nos repasses, nós estamos conseguindo comprar serviços de qualidade. Além de exames, cirurgias e consultas especializadas, também estamos comprando medicamentos, adquiridos em volume, com melhores preços. Hoje sem o consórcio, a nossa região não seria nada”, pontuou por meio da assessoria.