Política

Comissão presidida por deputada de MT convoca ministro para explicar queimadas no Pantanal

A Comissão Externa da Câmara dos Deputados, criada para acompanhar e sugerir uma estratégia nacional para enfrentar as queimadas nos biomas brasileiros, especialmente, neste período, no Pantanal, e que é presidida pela deputada mato-grossense Professora Rosa Neide (PT), se reuniu ontem pela primeira vez e já aprovou a convocação do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para prestar esclarecimentos ao parlamento sobre as ações da pasta para evitar as queimadas no país.

De acordo com o deputado Professor Israel Batista (PV-DF) já existe um pedido de convocação de Salles tramitando na Câmara, já foram colhidas 178 assinaturas (mais do que o mínimo de 171 necessárias), mas o representante do Executivo ainda não compareceu ao parlamento. “Precisamos pedir, agora, ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que paute a convocação do ministro”, pediu Batista, que foi atendido e avisado por Rosa Neide que o encaminhamento será feito junto à Mesa Diretora.

O deputado por Mato Grosso, Doutor Leonardo (Solidariedade) defendeu a inclusão das autoridades mato-grossenses na discussão e disse que houve demora do governo local para começar o combate ao fogo. “A maior parte do Pantanal fica em Mato Grosso do Sul (65% do bioma), mas a área queimada lá é menor do que em Mato Grosso (35% do bioma), porque no Estado vizinho o governo agiu com mais rapidez”, afirmou o deputado.

Antes da reunião formal, os parlamentares da Comissão já haviam visitado o Pantanal no sábado passado (19) para colher informações in loco. “Em atendimento às demandas urgentes colhidas no Pantanal também encaminhei ofício ao presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho, para que crie um Grupo de Trabalho em parceria com a Assembleia de Mato Grosso do Sul para trabalharem em conjunto com a Comissão Externa da Câmara”, enfatizou Rosa Neide.

Só Notícias/Marco Stamm (foto: Agência Câmara/arquivo)