Política

Começam obras de hospital regional no Nortão com investimentos de R$ 112 milhões

O prefeito de Alta Floresta (300 quilômetros de Sinop), Valdemar Gamba, acompanhou, ontem, o início das obras do hospital regional que está sendo construído no município pelo governo do Estado. O investimento na obra será de R$ 112 milhões.

“Estamos acompanhando o andamento de uma obra que por muitos anos foi desejada e cobrada pela população de Alta Floresta e da região. O nosso desejo sempre foi proporcionar melhores condições de atendimento na saúde para a nossa população e estamos empenhados neste propósito contando sempre com o apoio do Governo de Mato Grosso e dos nossos deputados e senadores”, disse o prefeito, por meio da assessoria.

O governador Mauro Mendes disse, em junho, ao assinar a ordem de serviço para construir o hospital, que a obra “é a prova de que estamos focados em salvar vidas. Ao todo, são seis grandes hospitais em obra em Mato Grosso – dois em Cuiabá e quatro no interior do Estado. Esse é o maior pacote de obras e ampliação de leitos na saúde pública no Estado. O principal beneficiado com essas novas unidades de saúde são os usuários do SUS, que contarão com estruturas mais modernas e de qualidade”.

O hospital será referência para os municípios Apiacás, Carlinda, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde e Paranaíta. Terá 151 leitos, sendo 111 de enfermaria e 40 leitos de UTI adulto, pediátrico, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal para atendimentos de média e alta complexidade, 10 consultórios médicos, 6 salas de centro cirúrgico, banco de sangue, banco de leite materno e deve ficar pronto em 2024.

Além do início das obras do Hospital Regional de Alta Floresta, o Governo de Mato Grosso também iniciou neste ano a construção dos Hospitais Regionais de Tangará da Serra, de Juína e do Araguaia, em Colniza. Em Cuiabá, o Estado executa as obras do Hospital Central, que ficou paralisado por mais de 30 anos, e do novo Hospital Julio Muller.

Receba em seu WhatsApp informações publicadas em Só Notícias. Clique aqui.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)