Política

Botelho fecha chapa para presidência da Assembleia com 16 votos e apoio de Janaína e Maluf

Faltando três semanas para a eleição, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), conseguiu fechar acordo com os deputados Janaina Riva (MDB), Guilherme Maluf (PSDB), que recuaram, e também compôs com Max Russi (PSB) para garantir sua reeleição, mês que vem.

Janaina vai ficar com a primeira-vice-presidência. A primeira-secretaria deve ficar com Max Russi. A chapa já tem assinaturas de apoio de 16 deputados, entre novatos e reeleitos.

Os outros quatro cargos devem ser negociados nos próximos dias entre aqueles que já declararam voto.

O arranjo desarticula o grupo de Sílvio Favero (PSL), deputado de primeiro mandato que sonhava ser presidente. Agora, ele deve se apegar aos parlamentares descontentes com o pacotão de projeto do governo. A tendência é que a futura oposição não vote em Botelho por ele ser correligionário do governador Mauro Mendes (DEM).

Parlamentares ligados ao agronegócio, por exemplo, devem ser contra a aprovação do novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), que vai aumentar a contribuição do setor produtivo ao governo. Já os ligados ao Fórum Sindical devem se posicionar contra a aprovação do projeto de lei que impõe “condições” para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA).

Favero vinha afirmando contar com 14 votos, sendo que 11 seriam de deputados novatos. A reportagem, contudo, consultou alguns deles e a maioria negou ter garantido apoio ao candidato do PSL. A defesa entre eles, inclusive, é que a mesa continue sob o comando de deputados veteranos.

Só Notícias/Gazeta Digital (foto: assessoria/arquivo)