Política

Blairo diz no Nortão que “sem agricultura não há Mato Grosso”

O governador Blairo Maggi enfatizou, agora há pouco, em seu discurso no manifesto dos produtores rurais em Sinop, que a política cambial do Governo Federal está colocando à perder toda a confiança que os agricultores conquistaram junto aos seus fornecedores, ao criticar a política econômica do Governo Lula. Em Sorriso, no manifestocom produtores de Lucas, Nova Mutum e outras cidades, Blairo fez a mesma cobrança.

Veja as fotos do protesto no SOS Rural em Sinop clicando aqui

“Sinop e Mato Grosso sabem o quanto nos custou adquirirmos esse respeito, essa confiança dos nossos compradores e agora simplesmente temos que chegar para eles e dizer que não vamos poder entregar o produto. O agricultor, o pecuarista não pode aceitar essa desvalorização”, ressaltou.

Maggi ressaltou que os produtores de Mato Grosso estão tendo que parar, não por causa da manifestação, mas “porque não temos mais condições de tocar o agronegócio”. Ele reforçou a participação do Governo do Estado na luta dos agricultores.

“Enquanto estou aqui, na região Norte, nosso secretário de Desenvolvimento está na região sul. O governo do Estado é solidário ao agronegócio porque é o negócio de Mato Grosso. Não temos outro negócio para fazer. Vamos montar fábricas de automóveis em Mato Grosso? Não, as únicas indústrias que virão para cá são as de agronegócios, que vão transformar o arroz, o milho, a soja”, enfatizou Maggi.

Ele parabenizou ainda os produtores de Sinop que tranformaram a cidade em poucos anos. “Os produtores são os melhores, pagam seus impostos, geram recursos para os governos Federal e Estadual. Sem agricultura não tem Mato Grosso”.

O governador defende a liberação de recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para que os produtores rurais possam cobrir o rombo de R$ 3 bilhões utilizados no custeio da Safra 2004/05, só em Mato Grosso. Ao todo, foram investidos na safra passada mais de R$ 11 bilhões, deste total R$ 3 bilhões são recursos próprios dos agricultores, R$ 2,2 bilhões financiados pelo Banco do Brasil e R$ 6 bilhões obtidos junto às tradings e bancos privados.

Além de Blairo, participaram da manifestação no Pólo Sinop os prefeitos Nilson Leitão (Sinop), Manuel Salles (Feliz Natal), José Nilton dos Santos (Vera), Altamir Kurten (Claudia), os deputados Dilceu dal Bosco e Pedro Satélite, vereadores, secretários municipais, presidentes de sindicatos e entidades representantes do comércio, indústria e pecuária.