Política

Barbudo ataca alguns deputados do PSL por conta da crise interna: “se matem mas não cometam covardia”

O deputado federal Nelson Barbudo deixou de ser vice-líder na Câmara dos Deputados (assim como 11 deputados) após novo capítulo da crise no PSL e com a nova definição da maioria da bancada que o deputado Eduardo Bolsonaro passa a ser o líder e o delegado Waldir (GO) deixa a função.  Hoje ele fez duras críticas, em vídeo em sua rede social, a alguns deputados do partido culpando-os pela crise que atingiu o presidente Jair Bolsonaro. “Vários deputados que brigam entre si, pelo poder, nos seus Estados, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais, eles têm motivo porque são 6, 7, 8 deputados do PSL (por Estado) e a briga interna para tomar a presidência do partido gerou essa crise e eles foram, então, em bloco, à noite, no Palácio do Planalto, falar para Jair Bolsonaro que eles eram os verdadeiros apoiadores de Bolsonaro. Gozado… quero comunicar que eles não me chamaram !. Carla Zambeli (SP), por que você não me chamou ? Bia KIcis (DF) por que você não me chamou ? Vocês convivem diariamente comigo, eu não falo outra palavra na Câmara a não ser apoio a Jair Bolsonaro e vocês vão ao Planalto e não me colocam ? Vocês tinham medo do quê ?, de eu virar um futuro líder ? Podem ficar tranquilo que não quero. A briga política de vocês é de vocês. Se matem mas não cometam covardia !”, disparou.  Ele também classificou de “palhaçada” a atitude do bloco que foi ao encontro do presidente com lista de apoio de parlamentares.

“Vocês dizem que querem sair do PSL, que são da nova política. Saiam !. Só que uma de vocês me disse que quer sair e levar o dinheiro. É essa a nova política que vocês querem ? O dia que eu quiser sair do PSL eu saio e deixo meu dinheiro para trás.  Parem de ser mercenários. Vocês estão destruindo a reputação de colegas como eu sem necessidade”. “A lista que eu assinei de apoio ao (delegado) Waldir ( que era líder do partido até ontem) foi a pedido do Bolsonaro e do Eduardo (Bolsonaro). Por que vocês querem derrubar o Waldir ?  Se o Waldir falou coisas que não devia ter falado, problema dele, que assuma. Eu estou no olho do furacão sem motivos. Sempre serei Bolsonaro !”.

Nelson Barbudo também descreveu o que disse ao deputado Eduardo Bolsonaro, que passou a ser o novo líder do PSL na Câmara. “Não faça isso !. Não vamos derrubar o Waldir que isso vai gerar uma crise no governo ! Viram o que fizeram ? Levaram uma crise monstruosa ao Palácio do Planalto, não me ouviram e agora rachou o PSL”. “Estou aguardando a postura do presidente para me cobrar quem será o novo líder a partir de 1º de janeiro e eu estarei com o senhor Bolsonaro. Sou fiel”.  “Não me crucifiquem porque não levarei rótulo de traidor”.  “É mentira que eu traí Bolsonaro”, conclui.

Nesta 3ª feira, o líder Eduardo Bolsonaro anunciou 11 novos vice-líderes do partido na Câmara. Nelson Barbudo não foi escolhido. Ele estava como vice-líder quando delegado Waldir ocupava a liderança.

(Atualizada 10:56h em 22/10)

Só Notícias (foto: reprodução)