Política

Banco da Mulher já disponibilizou R$ 700 mil em crédito

Em parceria com o sistema cooperativista, o Banco Sicredi, a MT Fomento disponibilizou R$ 500 mil na unidade do Banco da Mulher, que somados ao capital próprio da agência contabilizarão R$ 700 mil para operações de crédito.

Conforme Eder, é grande o interesse por parte dos Municípios do Interior pelo financiamento do Banco da Mulher, mas reiterou que a liberação de recursos só é realizada após análise do mercado local e com a chancela do Sebrae de que as interessadas passaram pela capacitação exigida. “Desta forma evitamos que elas tomem o empréstimo e depois não saibam como empregar o dinheiro corretamente, perdendo e gerando prejuízo. O prefeito tem que apresentar um projeto consistente também, justificando se há mercado para compra da produção”, destacou Dias.

Os recursos para o Microcrédito provêm do Fundo Estadual de Amparo ao Trabalhador (FEAT). O Microcrédito foi lançado em 2003 e já atendeu inicialmente 10 cidades da Região Médio-Norte, como projeto-piloto.

Durante discurso de inauguração do Banco do Povo no bairro CPA, em Cuiabá, o governador Blairo Maggi fez um balanço das conquistas já alcançadas pela administração estadual nas áreas de maior prioridade para a população, como a Saúde, Educação, Segurança Pública, Habitação e Infra-Estrutura. Maggi destacou, por exemplo, os investimentos em Unidades de Tratamento Intensivo que levaram à população de Cuiabá, Várzea Grande e alguns Municípios-Pólo, o acesso ao serviço sem a necessidade de recorrer a liminares judiciais para garantir a internação.

Maggi ressaltou ainda a meta estabelecida e superada de entregar aos mato-grossenses 25 mil moradias, que em dezembro deste ano alcança o número de 27 mil construídas e contratadas e até dezembro de 2006 deverá chegar a 31 mil unidades, colaborando em grande parte, na redução do déficit habitacional do Estado.