Polícia

Vice-presidente da câmara e esposa são presos no Nortão

O vice-presidente da câmara de vereadores de Nova Monte Verde (467 quilômetros de Sinop) Pedro Lopes Filho e sua esposa, foram presos, ontem à noite, em flagrante, acusados de violência doméstica, violação de domicilio, dano qualificado e subtração de incapaz na forma tentada. O delegado de Polícia Civil Pablo Bonifácio Carneiro, informou, ao Só Notícias, que considerando que a somatória dos delitos ultrapassam quatro anos de pena, não arbitrou fiança e aguarda decisão da justiça para saber se os dois serão liberados ou encaminhados a cadeia de Alta Floresta.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o vereador e esposa teriam ido à casa da cunhada do parlamentar e queriam levar o filho dela, menor de idade, para uma viagem a Rondonópolis. Entretanto, o pedido foi negado pela mãe que teria alegado risco de Coronavírus.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, os suspeitos não teriam aceitado a decisão, houve discussão e as agressões físicas. A mãe do menor disse aos policiais militares que há tempos foi embora da cidade e o filho ficou aos cuidados do casal, entretanto, retornou para Nova Monte Verde e voltou a cuidar da criança.

Ela relatou ainda que, pelos cuidados que o casal teve com o filho, resolveu entrar em acordo e dividiram os dias da semana para ficar com o menor. Entretanto, ao negar o pedido de viajem a irmã teria tentado levar a criança a força e iniciou-se a discussão.

Pedro Lopes filho foi prefeito de Nova Monte Verde em 1966 e nas eleições de 2016 se elegeu pelo Partido Progressista (PP) com 218 votos.

Outro lado
Só Notícias tentou contato com o advogado do vereador mas ainda não conseguiu.

Só Notícias/David Murba