Polícia

Sinop: motorista é acusado de não devolver carreta e ameaçar colocar fogo após ser demitido

O gerente de uma empresa de transportes acusou, ontem, na delegacia de Polícia Civil um ex-funcionário de se negar a entregar uma carreta da empresa e ainda ameaçar colocar fogo ou quebrar o veículo “caso ficasse rodado” (sem emprego).

Segundo o denunciante, o acusado foi demitido por justa causa da empresa, por insubordinação. Entretanto, todos os recursos foram disponibilizados para que voltasse para sua cidade de origem.

O gerente expôs ainda, no boletim de ocorrência, que a situação está causando prejuízo para a empresa, já que o outro motorista está parado, aguardando a carreta ser entregue para a trabalhar.

Só Notícias/David Murba (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)