Polícia

Sinop: latrocínio de aposentado em chácara foi premeditado, diz delegado

O delegado da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), Ugo Ângelo Reck de Mendonça, confirmou, há pouco, em entrevista coletiva, que o homem e um adolescentes, que foram detidos, esta tarde, acusados de assassinar Joaquim Palhão, 69 anos, planejaram o crime. A vítima foi morta em uma chácara, às margens do rio Teles Pires, cujo acesso é pela MT-220, a cerca de 40 quilômetros do centro da cidade, no último dia 31.

“Os policiais conseguiram confirmar que os suspeitos saíram de Sinop para cometer o crime. Eles furtaram várias chácaras na região e a última foi a da vítima. Eles queriam o veículo dele justamente para transportar os objetos furtados e, com isso, acabaram praticando o latrocínio (roubo seguido de morte). A vítima segundo eles, tentou fugir. Um deles deu um golpe de machado na barriga. Palhão teria caído e eles acertaram outro golpe na cabeça. Depois, arrastaram ele para casa e esfaquearam várias vezes.”.

Ainda de acordo com o delegado, há suspeita de envolvimento de uma terceira pessoa. “Um dos acusados confirmou que a esposa dele já estava sabendo do crime, mas negaram que ela estava no local. Na data do crime um dos envolvidos ainda era menor e deve responder por um ato infracional. Mesmo agora tendo 18 anos, já foi feito o pedido de internação”.

Conforme Só Notícias já informou, o corpo do aposentado foi encontrado na cozinha da casa. De acordo com a polícia os criminosos levaram do local uma Ford Pampa cinza e uma Yamaha Crypton preta. O veículo foi localizado abandonado em uma rua no bairro Jardim das Oliveiras. Já a moto foi encontrada abandonada no Jardim das Violetas.Os envolvidos também roubaram uma espingarda e outros pertences.

Na chácara onde o crime ocorreu também foi apreendida uma faca, que possivelmente os criminosos usaram para matar Palhão. O objeto tinha sinais de sangue. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) ainda deve apontar se os vestígios encontrados são da vítima.