Polícia

Secretaria apreende 150 quilos de pescado ilegal em Várzea Grande

Os agentes da secretaria de Estado de Meio Ambiente apreenderam 150 quilos de pescado, retirado de forma ilegal dos rios durante o período de piracema, ontem.  O suspeito abordado pela equipe de fiscais foi conduzido para a delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema).

O pescado estava sendo transportado no porta-malas de um veículo HB20s, na região do Vale Verde, em Várzea Grande. O suspeito detido em flagrante vai ser autuado por transporte de peixe ilegal durante o período de piracema, teve o veículo apreendido, e sofrerá multa administrativa.

Os peixes das espécies jauru, pintado e cachara apresentam marcas de rede de pesca, um tipo de predatória proibida que possibilita a retirada de uma grande quantidade de peixes de uma só vez. O pescado apreendido será periciado pela Dema, e se estiver em condições sanitárias adequadas, será destinado para instituição filantrópicas cadastradas.

O foco do órgão ambiental tem sido intensificar a fiscalização no rio para evitar que o pescado seja capturado. Só durante o período proibitivo foram apreendidas mais de 200 redes de pesca, o que evita que toneladas de pescado saiam dos rios, explica o Coordenador da Fiscalização de Fauna da Sema, Jean Carlo Holz.

O período de defeso da piracema proíbe a pesca amadora e profissional segue até domingo. Neste período é permitida apenas a pesca de subsistência, desembarcada, que é aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a subsistência.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)