Polícia

Registros de violência contra mulher reduzem 29% durante isolamento social em Mato Grosso

Os registros de violência contra a mulher continuam apresentando reduções em Mato Grosso. Levantamento atualizado do período de isolamento social por conta do Coronavírus (Covid-19) aponta redução de 29% no total das principais ocorrências envolvendo vítimas femininas de 18 a 59 anos de idade. Entre 10 de março e 31 do mês passado, foram registrados 7.840 casos de diversas naturezas, enquanto no mesmo período de 2019 foram 11.057. Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Entre as principais ocorrências, está a ameaça, que apresentou 28% de casos (3.526 este ano e 4.887 no ano passado). O crime de lesão corporal também reduziu 19%, com 1.944 registros neste ano contra 2.401 do ano anterior. Outra queda significativa foi no registro do crime de perturbação da tranquilidade, com 49%, sendo 148 casos em 2020 e 291 em 2019.

Entre os crimes sexuais, o assédio apresentou redução de 38% (36 casos em 2020 e 58 em 2019) e a importunação sexual teve 25% registros (43 contra 57), enquanto o estupro teve um caso a mais, passando de 96, no ano passado, para 97 este ano. O mesmo ocorreu com relação ao registro do crime de homicídio, já que houve 16 casos em 2020 e 15 em 2019.

Além do viés preventivo, por meio da Câmara Temática de Defesa da Mulher da Sesp, é importante ressaltar que todos os canais de denúncia e socorro continuam funcionando normalmente, mesmo no período de isolamento social. Estão à disposição os disques-denúncia 190, 197, 180 e 181. Além disso, as delegacias também estão com atendimento presencial normal, assim como a Patrulha Maria da Penha , que faz rondas para atendimento às vítimas que possuem medida protetiva.

Algumas Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher criaram, em função do período de isolamento social, canais para denúncias e atendimento psicológico pelo serviço de WhatsApp.

Redação Só Notícias