Polícia

Preso acusado de tentar matar gerente de balsa e subornar policiais no Nortão

Um homem de 34 anos foi preso, neste sábado, acusado de tentar matar o gerente de uma balsa que faz a travessia do rio Peixoto, em Peixoto de Azevedo (200 quilômetros de Sinop). Segundo a assessoria, ele ainda tentou subornar os policiais militares oferecendo seis gramas de ouro para não ser mandado para a cadeia.

Conforme a narrativa registrada no boletim de ocorrência, o suspeito trabalhava na balsa e, utilizando um facão, tentou matar o gerente do local. A vítima teve um corte profundo no ombro e foi encaminhada desacordada para o Hospital Regional de Peixoto de Azevedo. Apesar de ter perdido bastante sangue, não corre risco de morrer. O irmão do acusado também foi atingido e ficou ferido na mão.

A Polícia Militar foi até o local e visualizou o suspeito em cima da balsa, armado com o facão. Segundo a assessoria, o homem estava exaltado e dizendo que se alguém chegasse perto ele iria matar “todo mundo” e “recortar em pedaços”. Os militares, então, pegaram um barco e chegaram até a balsa, dando ordem para que o acusado se entregasse.

No entanto, o homem teria partido com o facão para cima dos policiais, que fizeram alguns disparos de arma de fogo. Em seguida, o acusado acabou pulando na água e, posteriormente, entrou em uma região de mata. Ainda conforme a polícia, ele cortou as cordas da âncora e a balsa acabou descendo o rio.

Após cerca de cinco horas, os militares conseguiram localizar o suspeito ainda na mata. A mãe do acusado e um chefe dele participaram das negociações e o homem acabou se entregando.

O acusado foi encaminhado para a delegacia com alguns ferimentos causados, segundo a polícia, durante a fuga. Ele deve responder por tentativa de homicídio, ameaça, desacato, corrupção ativa e desobediência. Ainda conforme a assessoria, foram constatados dois mandados de prisão em aberto contra o suspeito. Os crimes não foram informados.

Só Notícias/Herbert de Souza