Polícia

Preso acusado de assassinar professor em Mato Grosso, roubar notebook e celular

O mandado de prisão temporária foi cumprido pela equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa e da Divisão de Repressão à Entorpecentes, em Tangará da Serra (240 km a Médio-Norte de Cuiabá) e o principal suspeito de matar o professor Murilo de Souza Feliciano estava com o aparelho celular dele, com outro chip instalado. Com ele, também foi apreendido a carteira e documentos do professor, além das chaves da casa.

O crime foi na semana passada, na quitinete onde Murilo residia, no centro da cidade. Ele foi encontrado com um fio de energia enrolado no pescoço, sendo morto por asfixia.

A polícia descobriu que o acusado preso furtou a carteira com cartões, documentos, dinheiro, além do celular e do notebook, trancou a porta, levando as chaves.

Com base nos levantamentos, os policiais conseguiram chegar a identidade do autor do crime e o delegado Jailson Peres da Silva requereu à justiça sua prisão. Questionado, o suspeito confessou o crime e disse que matou o professor com um mata-leão. Sua versão, que está sendo apurada, é que a vítima teria tentado manter relações sexuais com ele.

O acusado foi conduzido à delegacia de Tangará da Serra para ser interrogado e está à disposição da Justiça. As investigações seguem em andamento para conclusão do inquérito.

 

Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)