Polícia

Presa quadrilha que roubou R$ 327 mil de banco em Mato Grosso e fez reféns

A Polícia Civil cumpriu, há pouco, seis mandados de prisões temporárias (30 dias) do grupo criminoso que praticou extorsão mediante sequestro qualificado contra a família do gerente de uma agência bancária em Rondonópolis e roubaram R$ 372 mil do cofre do banco. A operação denominada “Safe Box” (em alusão ao cofre do banco) resultou nas prisões de três criminosos em Cuiabá e outros três que já estavam na Penitenciária Central do Estado foram notificados de novas ordens para continuarem atrás das grades.  Em Rondonópolis foi preso o sexto e todos podem pegar penas de 12 a 20 anos de prisão.

O crime foi em 2 de maio, por volta das 19h00, quando três assaltantes armados com pistolas invadiram a residência do vizinho do gerente, mantendo-o em cárcere privado, tendo como finalidade entrar na casa do gerente da agência. No dia seguinte, por volta das 04h30, mais três pessoas se juntaram ao grupo e invadiram a casa. No imóvel estavam esposa e os filhos, um de 6 anos e outro de 4 meses.

O vizinho, a esposa e filhos da vítima foram levados para um cativeiro, permanecendo na residência apenas o gerente do banco. Foi exigida como garantia para libertar seus filhos, esposa e vizinho, que retirasse todo o dinheiro do cofre da agência bancária e entregasse para o bando.

Os autores forneceram um telefone celular à vítima para manterem contato e monitorá-la. Por volta das 8h, o gerente foi até a agência bancária, retirou a quantia de R$ 372 mil do cofre, colocou em um saco de lixo e entregou aos criminosos que libertaram as vítimas em local ermo da cidade

Nas investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), os policiais identificaram o envolvimento de seis pessoas, sendo cinco homens oriundos de Cuiabá e um de Rondonópolis, que cedeu uma residência usada como cativeiro. O local foi reconhecido pelas vítimas e também descoberto um comprovante da locação da residência feita por ele.

Outros suspeitos foram reconhecidos fotograficamente por uma das vítimas. Também foram identificados dois veículos utilizados no crime, sendo VW Gol branco e um Sandero, cinza, usado para transportar as vítimas do sequestro, informa a assessoria da Polícia Civil.

Só Notícias