quarta-feira, 28/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Policiais e escrivães em Sorriso não aderem à paralisação de 24hs

PUBLICIDADE

Os investigadores e escrivães da delegacia municipal de Sorriso não aderiram, por enquanto, a paralisação de 24 horas como advertência ao Governo do Estado com a insatisfação da categoria com os baixos salários. Investigadores e escrivães ganham R$ 1,2 mil. Eles argumentam que delegados e fiscais da Secretaria de Fazenda tiveram aumento este ano e os policiais e escrivães não. O sindicato não deixou claro o percentual de aumento reivindicado ao governo

Sorriso tem 8 agentes e 3 escrivães. “Estamos trabalhando normalmente. Não recebemos recomendações do sindicato e não houve interrupção no nosso trabalho”, disse, há instantes, um policial da delegacia de Sorriso.

Em Sinop, escrivães e investigadores aderiram ao movimento e só atendem os casos graves. Ocorrências policiais não estão sendo registradas.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Mãe é presa acusada de explorar sexualmente filha de 13 anos em Mato Grosso

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Canarana,...

Carga de droga avaliada em R$ 6 milhões que saiu de Mato Grosso é apreendida pela PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, ontem, cerca de...

Homem é executado a tiros dentro de caminhonete em Lucas do Rio Verde

Um homem foi executado a tiros, há pouco, dentro...
PUBLICIDADE