Polícia

Polícia mantém cerco a ladrões de banco no médio-norte

Policiais militares de toda a região estão mobilizados nas buscas pelos quatro assaltantes do Banco do Brasil de São José do Rio Claro (70 km de Nova Mutum). Eles reiniciaram os trabalhos esta manhã, e fazem cerco nas principais estradas vicinais da região. Equipes de Sorriso reforçam as barreiras em acessos a Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Tapurah.

Ontem, os bandidos abandonaram o veículo utilizado para fuga em uma estrada que dá acesso a Nova Mutum. Uma das hipóteses é que eles tenham fugido pelo rio Arinos. Eles estão armados com fuzis, utilizados no assalto, em que clientes, funcionários e policiais foram mantidos reféns por mais de 45 minutos. O grupo chegou e rendeu dois agentes prisionais que estavam em um posto. Depois, seguiram para o banco, no centro da cidade. Dois bandidos, usando capuzes pretos, ficaram do lado de fora. Outros dois entraram na agência para pegar o dinheiro.

Na fuga, eles levaram sete reféns, todos libertados em uma ponte, a poucos quilômetros da cidade. O valor roubado não foi confirmado. Extra-oficialmente circula a informação que seriam R$ 400 mil.