Polícia

Polícia Federal está no comando das investigações de queda torres em Lucas

O delegado de Lucas do Rio Verde, Flávio Stringuetta, entrou de férias hoje. A delegada regional Fátima Moggi disse ao Só Notícias que o afastamento dele não vai prejudicar as investigações sobre a sabotagem nas torres do linhão de energia.
“Esse caso está sendo investigado pela Polícia Federal, a Civil só está auxiliando”, disse a delegada. As investigações serão continuadas através do delegado Lindomar Tóffoli, de Tapurah, que vai acumular as duas delegacias durante as férias de Stringuetta.

O peritos da criminalística de Sinop estão elaborando o laudo que será repassado a Polícia Federal. A sabotagem resultou em queda de 3 torres de energia elétrica em Lucas do Rio Verde, na última quarta-feira, deixando 24 cidades às escuras por cerca de 33 horas.

A perícia criminal confirmou que as três torres do linhão caíram porque foram sabotadas. Conforme Só Notícias já informou, a perícia constatou que as colunas de ferro das bases foram serradas e as porcas dos parafusos que prendiam as torres nas bases de concreto foram afrouxadas. Não precisou ventar muito para derrubar duas torres e deixar uma inclinada, interrompendo o fornecimento de energia elétrica em 24 cidades.

A conclusão é do perito criminal André Luiz Furio, que juntamente com outros 3 peritos da Criminalística de Sinop, estiveram no local e fizeram um levantamento completo do caso.