Polícia

Polícia Federal desmancha esquema de narcotraficantes colombianos

A Polícia Federal desencadeou hoje (20), em cinco estados do país, a Operação São Francisco, que tem o objetivo de desmanchar um esquema criminoso no qual narcotraficantes colombianos transportavam grande quantidade de entorpecentes para a Europa. Eles utilizavam empresas de exportação de frutas com sede no Brasil e outros países da América do Sul para transportar a droga.

No último sábado (18), foram presos no Uruguai sete dos investigados (dois brasileiros e cinco colombianos) com meia tonelada de cocaína, no momento exato em que descarregavam o produto em uma fazenda em Salto, cidade que fica a 500 quilômetros de Montevidéu.

O líder da organização, Gustavo Duran Bautista, um dos presos no Uruguai, é empresário do ramo de exportação de frutas e proprietário de três fazendas no Brasil e exterior, além de ser dono de empresas de importação e exportação na Europa.

As investigações já vinham sendo realizadas há quatro anos nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Bahia, Rio Grande do Norte e Ceará. Os trabalhos estão sendo conduzidos por oito países que cooperam entre si: Uruguai, Holanda, Bolívia, Inglaterra, França, Espanha, Argentina e Paraguai.

No início do mês, a Polícia Federal prendeu o colombiano Juan Carlos Abadia, acusado de chefiar o cartel de drogas Vale do Norte. Abadia é um dos traficantes mais procurados do mundo pela agência antidrogas dos EUA e foi preso no município de Aldeia da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo. Ele é suspeito de ser o mandante de centenas de homicídios na Colômbia e nos EUA, incluindo de policiais e informantes.