Polícia

Polícia Federal deflagra operação contra fraude no seguro-desemprego; policial de MT envolvida

A Polícia Federal deflagrou a operação “Stellio Natus”, esta manhã, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes no seguro-desemprego, nos quais eram feitos saques ilegais de benefícios de trabalhadores. Os crimes eram cometidos em diversas unidades do país e contavam com a colaboração de funcionários do Ministério do Trabalho e agentes públicos aliciados pelo grupo criminoso para alterarem os endereços dos verdadeiros beneficiários, para desviar os cartões. Assim, os integrantes da quadrilha usavam o documento para sacar o dinheiro das vítimas em agências lotéricas. A assessoria de imprensa da PF confirmou também a participação de uma policial civil de Mato Grosso, esposa do principal investigado. Estima-se que a quadrilha desviou mais de R$ 3 milhões em benefícios.

Cerca de 70 policiais federais cumprem 16 mandados judiciais expedidos pela 1ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Anápolis (GO), sendo oito mandados de prisão preventiva, dois mandados de condução coercitiva e seis mandados de busca e apreensão. Em Mato Grosso, as diligências estão sendo realizadas na cidades de São Felix do Araguaia. Também estão sendo cumprido mandados em Anápolis (GO), Caldas Novas (GO), Nova Lima (MG) e Redenção (PA).

Os investigados responderão pelo crime de estelionato qualificado, com previsão de pena máxima de 05 (cinco) anos, aumentada de 1/3 por ter sido cometido contra um instituto de assistência social. Os detidos serão encaminhados para Anápolis (GO).