Polícia

Polícia divulga nomes dos suspeitos de seqüestro e duplo homicídio em Rondonópolis

O setor de Inteligência e a divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) de Rondonópolis divulgaram os nomes dos principais suspeitos do seqüestro e homicídio de César Augusto Rodrigues da Silva, de 17 anos, e Patrício Firmino Rodrigues, de 26.

O caso aconteceu na noite do último dia 22, no Distrito Industrial de Rondonópolis, onde, segundo testemunhas, os jovens foram rendidos por homens que chegaram em um veículo Corsa. Após alguns depoimentos, a polícia decretou a prisão de cinco suspeitos. Lindomar Siqueira de Assis, Leandro Osiel do Amaral e José Cícero Araújo (vulgo Cuiabano) são suspeitos de participar diretamente do crime. Os três estão foragidos. Outros dois suspeitos estão presos.

INVESTIGAÇÃO

No último dia 22, César Augusto e Patrício foram rendidos e colocados dentro de um veículo Corsa, sob ameaça e coação por arma de fogo. No momento, os dois estavam no pátio de uma empresa, no Distrito Industrial de Rondonópolis. Vinte e quatro horas após o seqüestro, a polícia abordou o veículo Corsa, de propriedade de Leandro Osiel do Amaral. A pessoa que estava no carro na hora da abordagem foi ouvida e liberada. No interior do veículo, policiais encontraram ainda o boné, reconhecido pela família de César Augusto.

Por volta das 18h30 do dia 25, as equipes de busca encontraram o corpo de César Augusto. Ele foi localizado no acostamento da rodovia MT 471, próximo à ponte do rio da Onça, na zona rural de Rondonópolis. No dia seguinte, por volta das 19h, foi localizado também o corpo de Patrício Firmino, distante cerca de 30 quilômetros do local onde havia sido localizado o primeiro corpo. Os jovens foram mortos por disparos de armas de fogos. A polícia ainda não sabe o motivo dos crimes, mas acredita que César Augusto tenha sido seqüestrado por engano.

“Vamos precisar da colaboração da sociedade em geral para finalizar as investigações, que só poderão ser concluídas com a prisão dos foragidos. Para isso estaremos espalhando as imagens dos suspeitos por toda a região e outros municípios do Estado”, declarou o delegado Antônio Carlos Araújo, que liberou as fotos dos suspeitos foragidos.