quinta-feira, 13/junho/2024
PUBLICIDADE

Polícia desarticula esquema de falsificação e venda de atestados médicos em Mato Grosso

PUBLICIDADE
Redação Só Notícias (foto: assessoria)

A Polícia Civil cumpriu 17 ordens judiciais em Cuiabá e Várzea Grande no âmbito da Operação Carimbo Fake a agentes públicos e particulares em uma investigação que apurou que os servidores de unidades de Pronto Atendimento da secretaria de saúde do Município de Várzea Grande realizaram a vendas de atestados médicos falsos.

O resultado da investigação foi apresentada à 4ª Vara Criminal de Várzea Grande, que, após manifestação favorável do Ministério Público, expediu oito mandados de buscas domiciliares e nove medidas cautelares, sendo duas ordens de afastamento do cargo, uma ordem de impedimento/suspensão de eventual nomeação em atividades relacionadas à secretaria de Saúde de Várzea Grande e secretaria Estadual de Saúde, três ordens de proibição de frequentar qualquer unidade de saúde (Upa, hospital ou pronto-socorro públicos do Município de Várzea Grande) e três proibições de qualquer tipo de contato entre os investigados, testemunhas e outros servidores da saúde do município de Várzea Grande.

Conforme a Polícia Civil, perícias técnicas realizadas comprovaram que diversos atestados médicos foram produzidos com carimbo e assinaturas falsos. Depois, os atestados eram vendidos pelo aplicativo WhatsApp e os pagamentos realizados via Pix, diretamente na conta bancária de servidores públicos municipais.

A investigação identificou que eram utilizados carro de aplicativo de transporte para a entrega dos atestados falsos aos interessados. As investigações tiveram início a partir de informações recebidas na 1ª e 2ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande que, ao identificarem o envolvimento de agentes públicos, remeteram as denúncias à Delegacia de Combate à Corrupção para continuidade das investigações. 

Os investigados devem responder pelos crimes de falsificação de documento público, corrupção passiva, corrupção ativa além de outros crimes conexos a apurar.

Conforme Só Notícias já informou, a Polícia Federal deflagrou hoje a operação Miasma, para cumprimento de 32 mandados de buscas e apreensões em Mato Grosso, Amazonas, Tocantins e Distrito Federal para combater possíveis crimes de fraude à licitação e peculato em detrimento da secretaria municipal de Saúde de Cuiabá.

Receba em seu WhatsApp informações publicadas em Só Notícias. Clique aqui.  

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Polícia prende dois suspeitos por tráfico de drogas em Mato Grosso

Uma carga de entorpecentes, entre maconha, pasta base e...

Preso em Goiás mandante do homicídio de ex-secretário de Mato Grosso

Uma ação conjunta das Polícias Civis de Mato Grosso...

Homem cai em golpe ao tentar comprar equipamento na internet em Sinop

O homem, de 51 anos, relatou aos investigadores de...

Preso em Mato Grosso suspeito de estuprar duas crianças de 10 e 11 anos

Policiais da Delegacia de Defesa da Mulher, Criança e...
PUBLICIDADE