Polícia

Polícia de Sinop procura assassino de mãe e filha

Um crime com requintes de selvageria, barbárie e extrema crueldade causou revolta em Sinop hoje à tarde. A dona de casa Silvia Bertolazi e sua filha, Renata, 12 anos, foram mortas, a facadas, na casa delas, na rua das Seringueiras, no Jardim Botânico (próximo ao centro de distribuição dos Correios). Foi uma filha quem encontrou a mãe e a irmã, acionando imediatamente os bombeiros e a polícia. O corpo da garota estava na cozinha e, a mãe, na sala. De acordo com os bombeiros, na residência havia uma outra criança, um menino, também filho de Silvia Regina, que não foi ferido.

“Ao que parece houve violência sexual e estamos aprofundando as investigações”, disse, ao Só Notícias, o delegado Tormires Godoi.

O perito Carlos Ferraciolli disse que será feita a análise dos corpos, que foram encaminhados ao IML por volta das 17:00hs. Policiais já iniciaram as buscas para localizar o criminoso.

Silvia Bertolazi seria divorciada e morava com os filhos. O pai de Renata é um agente policial da delegacia municipal. Segundo o perito Wilson da Cunha, as vítimas apresentavam vários cortes pelo corpo e indícios que foram atingidas com golpes, possivelmente de martelo, na cabeça. Ele informou que maiores informações só serão repassadas após a necrópsia.