Polícia

Polícia de Sinop busca desvendar caso do ‘golpe do seguro’

A Polícia Civil de Sinop ainda não indiciou a dupla Rodrigo Ribeiro Rodrigues de Oliveira e Franklin Nunes, por ‘golpe do seguro’, conforme apontou ontem o comandante de área da Polícia Militar, Major Anotnio Ibanez. Segundo o delegado Richard Damasceno a polícia continua as investigações para localizar a camioneta L200, cor preta, placas JYF 4159, utilizada para tentar aplicar o golpe.

“Temos que constatar se o veículo possuía seguro e qual a seguradora, que é a vítima”, esclareceu. Rodrigo e Franklin -que residiriam em Matupá- já foram liberados. Inicialmente, segundo o delegado, eles devem responder por “comunicação falsa”, pelo roubo da camioneta, que pode variar em pena de 1 a 6 meses.

As suspeitas de que a dupla estava tentando aplicar o golpe surgiram pelo COTAR – Comando de Operações Táticas de Alto Risco – da Polícia Militar. Rodrigo procurou a polícia no sábado à noite e declarou que a camioneta havia sido roubada por dois assaltantes, na BR-163, a cerca de 50 km de Sinop. Segundo ele também tinham sido levados R$ 17 mil que estavam no veículo.

A polícia foi até o local e constatou que não havia buracos na pista, como Rodrigo teria relatado. Ele também teria declarado de que os assaltantes mandaram ele correr e se jogar no chão. Mas ele não estava com as roupas sujas. Os policiais também apuraram que Rodrigo estava com a namorada no sábado, e no período da noite, o outro acusado, Franklin, trouxe ele para Sinop no veículo VW Gol.

Outra descoberta da polícia é que a camioneta estaria no nome da mãe de Franklin, e que era de propriedade do irmão dele, mas não foi localizado.