Polícia

Pai mata filho de 1 ano com 13 golpes de canivete em Mato Grosso

A polícia prendeu R.P., 29 anos, acusado de matar o próprio filho, de 1 ano e 2 meses, com cerca de 13 golpes de canivete, ontem à noite, em Campo Novo do Parecis (396 km de Cuiabá). Ele foi preso em flagrante e indiciado pelos crimes de homicídio doloso, ameaça e resistência à prisão, informa assessoria da Polícia Civil. Na delegacia, o suspeito alegou que não se lembrava de nada e, de acordo com a polícia, aparentava estar extremamente alterado, sob efeito de álcool.

O caso ocorreu por volta das 19h e mobilizou polícias Militar e Civil. O homem mantinha dois filhos (o bebê e outro de 10 anos) dentro da casa da família e, antes do crime, teria tentando matar a mãe das crianças, que conseguiu escapar e chamar a polícia. O filho mais velho foi libertado, mas o suspeito exigia a presença da mulher para entregar a criança mais nova.

Depois que muita negociação, os policiais permitiram que a mãe fosse conversar com o pai. Ela se aproximou da porta da casa, tentou conversar com o marido, mas em seguida saiu em desespero. Ele gritava: “a criança já era”. Um investigador relatou que o local estava muito escuro e, na ocasião, chovia bastante. Os faróis de uma viatura foram utilizados para iluminar a área.

Com a saída da mãe, um policial civil e outro militar se posicionaram na porta, que tinha um buraco de 50 centímetros, constataram que o menor já estava morto e estava sendo segurado pelo calcanhar. Pouco depois, a criança foi jogada pelo buraco na área.

Um investigador destacou que antes de ser preso, R.P. pedia para ser morto. “Disse que não iria atirar e pedimos para ele se entregar”, disse. O suspeito se entregou, desarmado. Ele foi conduzido à delegacia da Polícia Civil e interrogado pela delegada Cinthia Gomes da Rocha Culpido.