Polícia

Nortão: dois são baleados após quadrilha tentar assalto e atirar na direção de sub tenente

A tentativa de roubo e homicídio contra um sub tenente da Polícia Militar ocorreu na área rural em Nova Canaã do Norte (205 quilômetros de Sinop). Dois criminosos foram baleados na perna ao tentarem investir contra a guarnição durante a abordagem e outros três foram presos, entre eles um cadeirante que dirigia um veículo Toyota Corolla utilizado no crime.

Segundo a polícia, o militar estava no quintal de sua propriedade quando foi rendido e até revistado pelos suspeitos. Inicialmente, dois desceram do carro e um estava armado com revólver. Durante a ação, os criminosos se distraíram e o sub tenente conseguiu pegar um pedaço de madeira e acertar a perna de um dos envolvidos.

Neste momento, o homem que estava armado atirou na direção do militar, mas não acertou. Assustados, os outros criminosos que ficaram no carro conseguiram fugir e deixaram os dois comparsas a pé. Estes, correram para uma área de mata nas proximidades.

O policial acionou as guarnições e quando a equipe seguia até a propriedade, deparou-se com o Corolla em fuga. Foi feita a abordagem e dois integrantes da quadrilha desceram do veículo. O condutor, que é cadeirante, permaneceu no carro.

Em busca veicular, um dos suspeitos se aproveitou e com uma faca tentou atingir um dos policiais, que reagiu e efetuou um tiro em sua perna. Na busca de intervir na agressão, o outro militar também efetuou disparo e acertou a perna do segundo suspeito. Em seguida, ambos foram socorridos e levados até o Pronto Atendimento do município. O estado de saúde não é considerado grave. O motorista foi encaminhado à delegacia.

As demais guarnições continuaram fazendo buscas pelos criminosos foragidos e receberam denúncia que eles estariam em uma residência, nas proximidades do Jardim das Flores. Diligências foram feitas e eles foram localizados. Um dos suspeitos tentava pegar um táxi para fugir. Ele estava armado e tentou correr quando viu as viaturas, jogando o revólver para pular um muro.

No entanto, foi abordado e também tentou resistir a prisão. Entrou em luta corporal com os policiais, sofreu ferimento na região do nariz e também precisou passar por atendimento médico. O outro envolvido não reagiu.

A ação ainda resultou na apreensão da arma de fogo e quatro munições. Agora, o caso deve continuar sendo investigado para descobrir se há mais pessoas envolvidas.

Só Notícias/Luan Cordeiro (fotos: assessoria)