Polícia

Mistério sobre execução de mãe e filha em Sinop continua

O mistério sobre o brutal assassinato de mãe e filha em Sinop continua. A polícia continua as buscas para prender o assassino da dona de casa Silvia Regina Bertolazi, 40 anos, e da filha Renata, de 12 anos. O crime foi ontem, na residência delas, no Jardim Botânico. As investigações prosseguem e a polícia procura alguma testemunha que possa apontar alguma pista para chegar ao assassino. O delegado Richard Damasceno disse que, até agora, não há testemunhas da misteriosa execução e não quis falar em hipóteses. Algumas pessoas já foram ouvidas pela polícia.

Conforme Só Notícias já informou, foi confirmado que ambas não foram estupradas e nada da casa teria sido furtado. Mãe e filha foram mortas a marteladas e facadas. As duas tiveram traumatismo craniano. Os corpos foram encontrados quando uma outra filha de Silvia Regina foi visitá-la viu. O filho caçula da vítima, de cinco anos, também levou um golpe de martelo, desmaiou e foi socorrido pela irmã em um hospital. A menina era filha de um policial da delegacia municipal. O crime chocou a sociedade sinopense.

Silvia e Renata foram sepultadas esta tarde, em Sinop.

Leia também:
Diretor da Polícia Civil chega a Sinop para acompanhar investigações de duplo homicídio
Polícia reforça investigações para prender assassino de mãe e filha em Sinop
Sinop: mãe e filha foram mortas a marteladas e polícia descarta estupros
Mãe e filha assassinadas em Sinop; jovem era filha de policial