Polícia

Mais de 50 detentos de Sorriso se inscreveram para fazer o supletivo

Desde que foi implantada uma biblioteca na cadeia de Sorriso, os reeducandos estão demonstrando mais interesse em retomar os estudos. Isso é comprovado, segundo o diretor da cadeia, Adonires Sampaio, através do número de detentos que se inscreveu para fazer as provas do supletivo (provão).

“Não sei o número exato, mas posso dizer que foram mais de 50”, explicou, ao Só Notícias. A biblioteca foi implantada através de uma campanha coordenada pela Vara Criminal de Sorriso, que conseguiu arrecadar cerca de 300 livros. “Quem quiser doar livros para a biblioteca pode nos procurar, que será muito bem-vindo”, afirmou o diretor.