Polícia

Ladrão morto em Lucas pode ter ligação com latrocínio em Sinop

As polícias de Lucas do Rio Verde e de Sinop investigam se o assaltante morto na terça-feira, em Lucas, teria envolvimento no latrocínio do empresário Ernani Zambiazi, 42 anos, na segunda-feira de manhã, em Sinop.

Jocemar Soares, 19 anos, – o China- (foto) foi morto com 4 tiros em confronto com a PM e sepultado ontem à tarde. Ele residia em Sorriso e, quando era menor de idade, teve passagens por furtos e roubos em Lucas. De acordo com a PM, foi o autor, no último dia 6, da tentativa de latrocínio de um vendedor de roupas, que tinha sacado R$ 5 mil no banco, foi seguido, assaltado por China que fez dois disparos atingindo a vítima, que ficou hospitalizada.

“Estamos traçando estes casos paralelos e investigando se o China teria envolvimento neste caso. Encaminhamos a foto do China para Sinop para que as testemunhas possam vê-las e fazer e tentar identificar se ele estava envolvido no latrocínio. Pela forma dele agir não podemos descartar a possibilidade de serem os mesmos autores, até pelo forte desiquilíbrio que era característico do China”, explicou, ao Só Notícias, o delegado Flavio Stringuetta. “O Elias, que estava aqui em Lucas com China quando houve a troca de tiros, tem algumas passagens por roubo e suspeitamos do envolvimento deles com o latrocínio em Sinop”, acrescentou o delegado.

Flavio Stringuetta acha difícil o acusado de assalto identificado apenas por Elias confessar se ele e China cometeram o altrocínio do empresário Ernani Zambiazi, morto com 5 tiros, depois que os ladrões pegaram R$ 5 mil que ele tinha sacado de um banco.
“Não acredito que o Elias vá abrir a boca. Como se diz no jardão policial, ele é ‘cadeado’, ele já negou qualquer envolvimento em assaltos e disse nem saber que o China estivesse armado, mesmo com os dois estando juntos na moto”, explicou o delegado. “Ele vai tentar se livrar de qualquer envolvimento criminal que o China tenha participado”, finalizou.