Polícia

Justiça de Cuiabá aceita denúncia de duplo homicídio contra policial

A justiça aceitou a denúncia de duplo homicídio qualificado contra o policial militar acusado de ter executado a esposa e o primo. Além disso, Fernando Augusto Gomes Bezerra Júnior deverá ser transferido do 10º Batalhão da PM, em Cuiabá, para o presídio militar em Santo Antônio do Leverger. Para a juíza Ana Cristina da Silva Mendes, manter o militar no batalhão seria uma forma de burlar o decreto de prisão. A magistrada ressalta que Fernando é considerado por diversas testemunhas como uma pessoa violenta e agressiva. “O indiciado representa risco iminente a sociedade e principalmente aqueles que testemunharão em seu desfavor”, afirma em trecho do despacho.

O soldado da PM é denunciado pelo Ministério Público Estadual como executor do duplo assassinato, ocorrido em 28 de março, na casa onde os 3 moravam, em Cuiabá. Após o crime, ele fugiu levando consigo a filha do casal, de 3 anos.

Dois dias depois, ele se apresentou à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa e confessou o crime. Ao delegado Antônio Carlos Garcia de Matos, Fernando disse que matou Maria das Graças Araújo Silva e Gregório Bezerra Neto após flagrá-los trocando carícias. Assim que se entregou, o soldado entregou a filha para familiares.

No próximo dia 6 de junho, às 13 horas, ele deverá ser ouvido pela juíza em audiência de instrução do processo, no Fórum Criminal da capital.