Polícia

Jovens morrem em confronto com a PM; um era acusado de latrocínio de empresária no Médio-Norte

Dois de 18 e 21 anos morreram, hoje, em confronto com a Polícia Militar em uma área de mata, no distrito de Brianorte, em Nova Maringá (470 quilômetros de Cuiabá). Segundo a instituição, um deles era apontado como autor do latrocínio da empresária Maria Deusalina Freire Carvalho, ocorrido em São José do Rio Claro (a 313 quilômetros de Cuiabá), no dia 23 de junho.

A assessoria informou que os dois suspeitos já haviam entrado em confronto com equipes da PM. Na manhã desta quinta-feira, também em Brianorte, eles teriam reagido a uma tentativa de abordagem atirando na direção dos policiais do núcleo local e conseguiram fugir, se refugiando em uma área de mata.

No final da tarde, já com reforço de policiais da Cavalaria e Força Tática de Nova Mutum, Ciopaer e equipe da Rotam, a operação de buscas aos suspeitos foi reiniciada. Nesta sexta-feira, houve outro confronto em uma nova tentativa de abordagem, dessa vez com policiais da Cavalaria.

De acordo com o comandante da Companhia de Polícia Militar de São José do Rio Claro, tenente-coronel Cristyano Vasconcelos, o suspeito de 18 anos é apontado como autor do latrocínio e chegou a ser visto em Brianorte, no sábado (27). Na segunda-feira (29), a PM montou uma operação de buscas ao rapaz, que já estava com prisão preventiva decretada pela Justiça. A PM informou que não sabe se o outro jovem morto na operação tem participação no latrocínio da empresária.

No dia do crime, os suspeitos chegam ao local em uma motocicleta e um deles foi até o balcão do comércio, uma casa de espetinho, e atirou em Deusalina enquanto ela o atendia. Desde a morte da comerciante, a PM vinha fazendo buscas na região com o objetivo de prender os suspeitos.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)