Polícia

Interpol entra nas investigações e piloto sequestrado em Mato Grosso será liberado

A Polícia Federal ainda não tem pistas dos três sequestradores, todos brasileiros, mas a Interpol, do Brasil, via Brasília, e da Bolívia, já estão em alerta. A Departamento de Aviação da Força Aérea Brasileira (FAB), também está trabalhando para levantar as coordenadas da aeronave. A PF confirma que a Polícia Civil recebeu um recado dando como certa a liberação do piloto Nelson Melo Dantas nas próximas horas.
     
O delegado Gustavo da Cruza Miranda, da Polícia Federal de Cáceres (Oeste, a 220 km de Cuiabá), conversou, por telefone com a reportagem do Site 24 Horas News, quando confirmou as informações sobre a interferência da Interpol nas investigações.
“A Força Aérea Brasileira está trabalhando para levantar a rota que o avião fez após o sequestro” afirmou o delegado Augusto Miranda.
     
O delegado Augusto Miranda confirmou ainda: “A Polícia Civil já está trabalhando no caso, e vai nos passar ofialmente as investigações, mas nós também já estamos trabalhando. Comunicamos a Interpol em Brasília, que agilizou as investigações da Interpol também na Bolívia”, afirmou.
     
O delegado federal confirma que a Polícia Civil de Cáceres já recebeu um comunicado, que é o mais importante das investigações: o piloto será liberado, o que pode acontecer nas próximas horas.
     
“Os sequestradores já anunciram que vão liberar o piloto, o que não deixa de ser uma notícia importante. As investigações vão continuar para a identificação dos acusados, o que deve demorar um pouco”, ponderou o delegado da PF de Cáceres.
     
A aeronave, um monomotor de quatro lugares, segundo o delegado Gustavo Miranda, teria sido levada para a Bolívia, possivelmente para ficar à serviço do narcotráfico. O avião seria usado para transportar carregamentos de cocaína.

 A Polícia registrou o roubo – dois deles com seqüestro de pilotos -, do sexto avião, apenas este ano, justamente da região de fronteira, usada pelo narcotráfico. No sábado (3), em plena 11 horas, três homens armados e encapuzados seqüestraram um piloto comercial Nelson Melo Dantas, de 43 anos, filho de um dos pilotos pioneiros da região, e que empresta o nome ao Aeroporto Nelson Martins Dantas, em Cáceres (Oeste, a 220 km de Cuiabá).
     
Os bandidos seqüestraram Dantas e o levaram como refém para pilotar o monomotor 182-P. A família de Dantas contou à Polícia, que o piloto estava entrando na aeronave, quando foi rendido com uma arma encostada na cabeça. Dantas faria uma viagem para Rondonópolis (Sul, a 220 km de Cuiabá), mas voltaria no mesmo dia.
     
Nos primeiros oito meses deste ano, seis aviões já foram roubados na região Oeste de Mato Grosso, uma das principais rotas do tráfico internacional de drogas. Todos, segundo as investigações da Polícia, foram levados diretamente para diferentes cidades da Bolívia.
     
Dos seis aviões roubados, três deles foram levados da cidade de Cáceres. Outros dois de Pontes e Lacerda, cidade ainda mais próxima da fronteira com a Bolívia, e um da cidade de Mirassol D’Oeste. Nenhum deles foi recuperado.
Apesar da ocorrência ter sido registrada na Polícia Civil de Cáceres, a Polícia Federal também vai acompanhar as investigações, as buscas da aeronave e o resgate do piloto Nelson Dantas, que até a manhã de hoje ainda estava em poder dos seqüestradores.