Polícia

Sinop-Sorriso: começa operação contra aglomerações, cumprir toque de recolher e multar quem desrespeitar

As forças de segurança do Estado iniciaram, hoje, em Sinop e Sorriso, uma operação integrada para fiscalizar o cumprimento do decreto assinado pelo governador Mauro Mendes (DEM), que estabelece toque de recolher como medida de contenção do contágio do coronavírus. Os órgãos também passarão a aplicar multas aos comerciantes e pessoas físicas que desrespeitarem as medidas restritivas. 

“O objetivo da nossa atuação nesses dias de operação é a fiscalização, acompanhamento e dispersão das pessoas a partir do período estabelecido no decreto. A Polícia Militar vai estar intensificando, por meio do acompanhamento intensivo, a dispersão desses transeuntes, de modo que tenhamos diminuição significativa nos índices do vírus”, afirmou o tenente-coronel, Costa Silva, da PM de Sinop. 

Em Sinop, são cerca de 40 policiais por dia e serão empregadas 20 viaturas, explicou o policial. “A PM vai continuar fazendo seu trabalho de policiamento ostensivo. Uma vez identificada aglomeração, fora do horário estabelecido no decreto, essas pessoas serão de pronto convidadas à dispersão. Havendo negativa a PM conduzirá os transgressores para a delegacia”, destacou Costa Silva. 

Além da PM, a operação contará com apoio da Guarda Municipal de Trânsito, Procon, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. Em Sorriso, o Núcleo de Fiscalização da prefeitura também estará presente. 

“Nesse momento, queremos a colaboração da população. Tudo foi amplamente divulgado. Todo o teor do decreto, então, a sociedade tem conhecimento. Agora, vamos fiscalizar. Está sob o comando das forças de segurança. Vamos colocar em prática. O objetivo é levar a fiscalização para que a sociedade tenha consciência de que deve cumprir o decreto”, afirmou o tenente-coronel Jorge Almeida, de Sorriso. 

“A multa já está valendo, a lei já foi publicada em diário oficial. É bem pesada. Então, se o empresário não cumprir o decreto será multado. E se ainda houver recusa em cumprir, será encaminhado para a Polícia Civil. Acreditamos que o comerciante vai atender ao decreto e às forças de segurança”, completou o militar. 

Conforme Só Notícias já informou, o toque de recolher será das 21h às 5h. As empresas vão funcionar das 5h às 19h de segunda a sexta-feiras. A partir das 21h, as pessoas não podem circular. Aos sábados, as empresas funcionarão das 5h às 12h. No domingo não podem abrir. Farmácias, postos de combustíveis e serviços de saúde não precisam fechar. A modalidade delivery é permitida todos os dias até às 22h. Supermercados permitirão a entrada de apenas um membro da família. As medidas valem por 15 dias. 

Ontem, os deputados aprovaram multa de R$ 500 para cada pessoa que desrespeitar as novas medidas restritivas contra o avanço da Covid-19. As empresas ou órgãos públicos que cometerem as infrações terão que pagar R$ 10 mil.

Só Notícias/Herbert de Souza e Lucas Torres, de Sorriso (foto: Só Notícias/Lucas Torres)