Polícia

Empresário acusado de matar mãe e filha em Sorriso está foragido

A polícia de Sorriso ainda não conseguiu prender o empresário Ivanor Lunardelli, atendendo ao mandado do prisão expedido pela juiza Débora Paim Caldas. Ele é considerado foragido da justiça, o que pode complicar ainda mais sua situação.

Lunardelli deveria ir a julgamento, acusado de duplo homicídio, no último dia 21, em Sorriso, mas não compareceu ao júri popular. O julgamento já foi adiado 4 vezes, por solicitação dos advogados do réu. Depois de ter o 5º pedido de adiamento indeferido, não compareceram nem o réu nem a defesa. O julgamente foi redesignado para 15 de dezembro e a prisão foi expedida.

O empresário, dono de uma mecânica em Sorriso, é acusado de ter assassinado Sandra Fátima de Souza e a filha dela, Vanessa Caroline de Souza, em 3 de outubro de 1995, com tiros, facadas e ainda ter ateado fogo aos corpos.