Polícia

Detentos que estão em presídio de Sinop não devem votar em outubro

Os presos provisórios do presídio Ferrugem não votarão nas próximas eleições devido à falta de estrutura do fórum de Sinop. A sessão especial não será criada porque não foi feita a listagem dos presos provisórios com possibilidade de votar nas eleições de outubro.

A lei determina que em cadeias com mais de 50 presos provisórios é obrigatória a abertura de uma sessão especial para a votação.

Segundo o chefe do Cartório de Sinop, José Hamilton de Souza, foi pedida uma lista dos detentos provisórios ao juiz criminal João Guerra, mas a listagem não foi feita por falta de estrutura do órgão que só conta com dois funcionários para atender toda a área criminal e não teve tempo hábil para realizar o serviço. As informações foram divulgadas no Diário de Cuiabá.

Segundo Hamilton com certeza o Ferrugem tem o número mínimo exigido pela lei para que seja aberta a sessão.
A lista de detentos provisórios deveria ter sido entregue até o dia 3 de maio, último prazo legal para a regularização dos eleitores.