Polícia

Delegados do Nortão devem permanecer presos até 5ªfeira

Expira nesta quinta-feira a prorrogação das prisões dos delegados de polícia Richard Damasceno Lage (Sinop) e Helena Miranda (Cláudia), presos na Operação Arrego desencadeada pelo GAECO, na terça-feira passada. A juíza Virginia Vianna Arrais, da comarca de Cláudia, prorrogou o mandado de prisão temporária, que venceu no último sábado, atendendo pedido do Ministério Público, que ainda não divulgou o que foi apreendido nas residências dos acusados.

A delegada regional de Sinop, Fatima Moggi, informou ao Só Notícias que ainda não está definido se os delegados serão transferidos de municípios, caso sejam liberados. “Vamos esperar para ver o que acontece”, disse ela. Enquanto isso, os inquéritos que estavam sendo trabalhados por Richard na delegacia de Sinop, passaram para o delegado Thormires de Godoi.

Também continuam presos, desde a última terça-feira, os outros acusados de participação na organização criminosa de João Arcanjo Ribeiro: o genro do “Comendador”, Giovanni Zem Rodrigues, dois “gerentes” do esquema, quatro policiais militares e dois investigadores da Polícia Civil. Todos estão presos na Polinter.

Os delegados agiam, segundo as investigações, treria recebido suborno para impedir que concorrentes de Arcanjo, no jogo do bicho, fizessem jogo do bicho em Cláudia (90 km de Sinop).