Polícia

Começa trabalho de ressocialização de presos de Sorriso

Alguns detentos de Sorriso começaram a implantação da horta comunitária, em terreno na frente da cadeia de Sorriso, que faz parte do programa de ressocialização dos presos.
A terra já está sendo preparada e adubada. As sementes para iniciar o plantio estão sendo aguardadas, segundo uma agente prisional. O terreno foi cedido por um empresário da cidade, pelo prazo de 3 anos, podendo ser prorrogável por iguais e sucessivos períodos, para que os reeducandos em regimes semi-aberto e aberto, implantem com sua mão-de-obra, uma produção de hortaliças.

A comunidade colaborou com doação de insumos, sementes e outros materiais auxiliares.
“Os reeducandos terão uma remuneração a partir de percentuais obtidos com a venda dos produtos lá produzidos, após descontados os custos da produção (insumos e demais despesas), sendo concedido aos presos o benefício da remissão, nos termos da lei de execuções penais”, destacou a juíza.

Não foi informado o período de remissão das penas de acordo com o tempo que os presos trabalharem.