Polícia

Caso Bedin: delegado de Sorriso pedirá mais prazo para concluir inquérito

O latrocínio do produtor rural Enivaldo Bedin, 55 anos, em Sorriso, está completando nesta semana, 30 dias. A caminhonete roubada ainda não foi localizada e a polícia não conseguiu avançar muito nas investigações. O delegado Ênio Lacerda disse, ao Só Notícias, que pedirá a prorrogação de prazo para concluir o inquérito. “Vamos pedir mais 30 dias, para concluir algumas investigações que estão sendo feitas”, disse ele.

Por enquanto, a polícia não obteve informações sobre o paradeiro da caminhonete do fazendeiro, uma Toyota SW4, prata. Bedin foi rendido quando chegava, com uma mulher, em sua propriedade. Os assaltantes deram um tiro nele e encapuzaram a mulher. Ela contou que os bandidos utilizaram o celular dela para fazer uma ligação e depois o devolveram. Os bandidos andaram por um tempo com o casal na caminhonete e depois a mulher foi deixada próximo a Sorriso.

O corpo de Bedin foi jogado próximo ao rio dos Macacos, a 20 km de Sinop, e foi descoberto dois dias depois.