Polícia

Assassinados em Sinop eram moradores do Pará e perícia aponta utilização de até duas armas no crime

O perito criminal Wilson Cunha confirmou, ao Só Notícias, que foi possível constatar preliminarmente que foram utilizadas uma pistola calibre 380 e um revólver 38 para assassinar Edezio Mendes Alves Júnior, de 42 anos, e Wanderley José Silva Júnior, de 23 anos, que foram encontrados, esta manhã, ao lado de um Ford Ecosport, com placas de Novo Progresso (PA) na avenida Rute de Souza Silva, próximo ao Residencial Brasília, em Sinop.

“Eles foram mortos por volta das 5 horas. Foi uma execução. Eles tiveram várias perfurações. No local, encontramos estojos de calibre 380 e também pode ter sido usado um 38. Tinha perfuração nos vidros do carro. Com isso, acreditamos que eles foram surpreendidos de frente. Pela placa do veículo e os documentos, são moradores de Novo Progresso”, explicou Cunha.

Pela manhã, o tenente da Polícia Militar, Romening dos Santos Silva afirmou que “preliminarmente verificamos que após serem atingidos, conseguiram sair e caíram ao lado do carro”, destacou.

Os corpos deles estão no Instituto Médico Legal (IML) para necropsia. De acordo com a funerária Luz e Vida, Edezio será levado de avião neste sábado pela manha para ser sepultado no Pará. Já os procedimentos fúnebres de Wanderley ainda não foram definidos.

Só Notícias/Cleber Romero e Luan Cordeiro (fotos: assessoria e arquivo pessoal)