Polícia

Ala do presídio Ferrugem danificada durante rebelião será reformada

Começa na semana que vem a reforma do raio laranja da penitenciária Ferrugem, em Sinop, que foi parcialmente danificada durante rebelião que aconteceu em fevereiro deste ano, quando um carcereiro foi tomado de refém e um detento acabou morto pelos companheiros de cela. O diretor do presídio, Silas Parra, disse que está sendo feito o credenciamento do pessoal que trabalhará nas obras e, dentro 45 dias, o serviço esteja concluído.

Será revisada também a parte hidráulica e elétrica, além também implantação de novos sistemas de segurança. Atualmente, o raio laranja estava com dois terços de sua capacidade comprometida, mas, mesmo assim, não foi completamente desativado.
Aproximadamente 40 detentos estavam nesta ala, que tinha capacidade total para abrigar 120 presos. Estes 40 foram transferidos para outros locais devido a reforma. O presídio delegado Ferrugem entrou em funcionamento no início do ano e custou R$ 12 milhões. A capacidade máxima do presídio é de 360 detentos. A primeira rebelião aconteceu em fevereiro, quando os presos se amotinaram por cerca de três dias e um detento foi morto.