Polícia

Advogado, policial e outro investigado são presos por envolvimento em furto de avião no Nortão

A Polícia Civil acabada de confirmar, ao Só Notícias, que um advogado, um tenente da Polícia Militar e uma terceira pessoa foram presos acusados de envolvimento no furto do avião Cessna Aircraft 182, prefixo PT-JAX, em Matupá (209 quilômetros e Sinop). As identidades deles ainda não foram confirmadas.

O presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Peixoto de Azevedo, Marcus Augusto Giraldi Macedo, informou que acompanhou toda ação policial. “Também esteve no local o presidente da Comissão de Defesas de Prerrogativas. Ele deve ser encaminhado para Centro de Custódia de Cuiabá (CCC), em Cuiabá. Todas as garantias dele foram preservadas. Também estamos comunicando o Tribunal de Ética e Disciplina da OAB para ter conhecimento e tomar as providências necessárias. Agora, a subseção acompanhará todo desenrolar do caso”.

Nos dias 13 e 14 deste mês, a polícia também prendeu outros dois envolvido com o crime. Os mandados judiciais foram expedidos pela Vara Única de Matupá, com base em investigações da Polícia Civil coordenadas pela delegada Juliana Rado, que confirmou que o suspeito preso é um dos pilotos do avião.

A aeronave foi furtada do aeroporto de Matupá no 21 de abril (feriado). Os criminosos estouraram o cadeado com a corrente que estava na hélice e também furtaram mais de 3 mil litros de querosene do posto de abastecimento.

Já o avião foi encontrado por policias com apoio do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Sorriso no dia 24 passado, em mata entre os municípios de Terra Nova do Norte e Nova Guarita (156 e 200 quilômetros de Sinop, respectivamente). A aeronave caiu, ficou muito danificada. Não houve vítima fatal na queda e os ocupantes da aeronave fugiram.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo - atualizada em 28/06 às 8h09)