domingo, 25/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Vergonha para Mato Grosso

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Após pouco mais de um ano, por determinação de um Ministro do Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte de Justiça de nosso país, a Polícia Federal recebeu ordens para prisões e buscas e apreensão em gabinetes, residências e escritórios de várias pessoas influentes em nossa capital e no Estado de Mato Grosso.

Esta é a quinta etapa da Operação Ararat, que investiga um grande esquema de corrupção e lavagem de dinheiro, estimado, inicialmente em mais de 500 milhões de reais. Foram presos  um deputado estadual (ex-Presidente da Assembléia Legislativa), um ex-secretário de fazenda, da casa civil e presidente da antiga Agecopa, considerado”homem forte” nos governos Blairo Maggi e Silval Barbosa.

Agentes da Polícia Federal, vindos especialmente de Brasília, fizeram busca e aprenensão na  casa e no gabinete do Governador; no gabinete de um conselheiro do tribunal de contas; (que já tem um outro conselheiro afastado sob investigação de corrupção), no Ministério Público Estadual, na residência e no Gabinete do Prefeito de Cuiabá. Compareceram`a Delegacia da Polícia Federal em Cuiabá, para prestarem depoimentos o Governador do Estado, o Deputado, o ex-secretario de fazenda do Estado; quatro empresários, incluindo um que também já foi prefeito de Cuiabá. Segundo informações veiculadas pela imprensa outros  envolvidos também  devem ser intimados proximanente, pois esta operação deverá  ter muitos outros desdobramentos.

Casos  como este e outros mais que estão sempre pipocando em nosso Estado e pelo Brasil afora são  fatos extremamente depremimentes, além de mancharem a  imagem de nosso Estado, de nosso país e nossas instituições, demonstram que estamos sendo governados por pessoas inescrupulosas, que usam seus mandatos e cargos públicos para se locupletarem e assaltarem os cofres públicos, além de aparelharem as instituições públicas para criarem verdadeiros esquemas criminosos.
É imperioso que outros setores  também sejam investigados para que a  corrupção seja banida de forma efeitva. Tanto em MT quanto em todos  os Estados, os organismos de controle e de repressão do Estado  deveriam iniciar urgentemente uma investigação sobre denúncias que veiculam pela imprensa  quanto ao superfaturamento (corrupção) nas obras da COPA  e também  de outras obras milionárias e bilionárias do Governo Federal e dos Governos estaduais e municipais.
Cada operação que a Polícia Federal e o Ministério Público realizam com a devida autorização da Justiça , como a Ararat, a Lava-Jato, a Arca de Noé, a Máfia das ambulâncias, o MENSALÃO e tantas  outras  sempre demonstram a mesma coisa: gente importante envolvida e a impunidade como resultado!

Tudo isto é muito triste, principalmente quando o povo paga uma enorme  carga tributária e continua sofrendo  com o caos na saúde, a insegurança  generalizada, a precariedade da nossa infra-estrutura, educação sucateada e nossos governantes usando todos os meios nesses esquemas fraudulentos! Oxalá os condenados no MENSALÃO  não representem uma excessão  nesta vergonha que impera em nosso país! Na PAPUDA  deve  haver lugar para muitos outros corruptos e não apenas uns poucos que lá se  hospedam!

Juacy da Silva, professor universitário, mestre em sociologia
[email protected]

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...

Somos idealizadores de objetivos

Ao comprometermos com algo infinitamente superior as nossas forças,...

Aqui não cabe potoca

Antigamente, lá na roça os homens, em sentido lato,...

O seu pior inimigo pode estar no seu voto

Muitas pessoas estão apenas preocupadas em mudar o mundo...