domingo, 25/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Publicidade e arte

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A vida imita a arte ou a arte imita a vida? Tal questionamento já foi posto em discussão inúmeras vezes. Pode-se dizer que a arte resulta de elementos do próprio cotidiano, os quais suscitam o desejo de reproduzi-los com um novo ponto de vista, mais dinâmico e criativo. É a partir dessa reinvenção da realidade que surge a arte, cuja beleza nos inspira de tal modo que passamos a utilizá-la como mote naquilo que almejamos chamar a atenção da sociedade e levá-la à catarse. Nesse contexto, a publicidade utiliza a arte como essência de forma contínua, pois compartilha o mesmo objetivo desta última – o de causar reações diversas no público-alvo (emoção, riso, reflexão). É a partir da catarse que uma imagem aparentemente comum faz com que o consumidor fixe determinada marca ou produto e passa a considerá-lo como ideal para a satisfação de suas necessidades.

Por outro lado, acontecimentos comuns também constituem-se como a razão de ser da arte em todas as suas formas. Isso também abrange a área publicitária, pois o público-alvo é, essencialmente, a primeira fonte inspiradora para que uma empresa elabore uma campanha que transmita sua mensagem ao mercado visado.

Assim, o consumidor é o protagonista desse processo devido ao fato de a mensagem ser construída com base em suas perspectivas acerca de um produto ou serviço, proporcionando à empresa que ela de fato seja vista por seus clientes em potencial.

Contudo, nos casos em que o conceito da imagem não é devidamente articulado, a marca não é bem-aceita e desperta certo receio no consumidor. Essa reação, logicamente, repercute de maneira negativa para a empresa.

Dessa forma, pode-se dizer que o publicitário é responsável por traduzir as expectativas do mercado, ora através de uma imagem atrativa, ora por meio de um texto capaz de instigar e persuadir o público devido ao grau de criatividade. Eis o ponto em comum entre publicidade e arte: ambas englobam a ideia de transcendência do real de forma inventiva e ao mesmo tempo próxima do cotidiano de seus espectadores.

Tendo em vista que cada indivíduo possui suas peculiaridades, a publicidade tem como principal desafio analisar cada segmento de consumidor juntamente com seu cliente (empresa). Isso envolve a identificação de características de compra em comum entre os possíveis clientes, o que permite maior facilidade nesse processo de mapeamento de público. Após delimitado o tipo de público que se almeja alcançar, a campanha é articulada de forma sistemática por ambas as partes – empresa contratante e agência publicitária -, objetivando atingir a maior abrangência possível dentro do mercado que a empresa atua.

Assim, cabe à publicidade a importante missão de promover uma marca de maneira abrangente e criativa, fazendo com que a arte contribua para que empresa passe a ser vista de forma positiva pelo público-alvo. Com isso, conseguirá agregar valor a marca e consequentemente alcançará os resultados que deseja.

Rosana Varela – redatora da Nova Mídia Publicidades – Sinop

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Não é apenas água que falta em Várzea Grande!

Se você mora em Várzea Grande ou tem um...

Somos idealizadores de objetivos

Ao comprometermos com algo infinitamente superior as nossas forças,...

Aqui não cabe potoca

Antigamente, lá na roça os homens, em sentido lato,...

O seu pior inimigo pode estar no seu voto

Muitas pessoas estão apenas preocupadas em mudar o mundo...