Opinião

Os idosos e o Covid-19

Em dois lugares no mundo ( Japão e Alemanha) os ídolos têm o sistema de vida culturalmente diferentes.
 No Japão os idosos são tratados com maior respeito, é como se fosse uma figura sagrada. No Japão eles já são historicamente protegidos em respeito a tudo que fizeram pela família e pela história do país, ou seja, não é agora com a Pandemia que os idosos serão protegidos, isso é cultural.
 Na Alemanha os idosos culturalmente têm as suas independências financeiras e familiares, pois vivem em suas próprias casas, principalmente porque os filhos a partir dos 18 anos seguem seus destinos, e os idosos ficam livres para planejar uma nova vida após a sua aposentaria, e como isso, fazem suas programações de Vida, com viagens e passam desfrutar do lado bom da vida, são felizes e independentes, e também, não é durante a Pandemia que eles devem se isolar.

Eu e a minha esposa somos idosos e vivemos independentes e moramos sozinhos, somos iguais aos idosos da Alemanha, mas não somos iguais aos idosos que vivem no Japão, porque o nosso país é ingrato, porque as crianças e os jovens não educados para respeitar e amar os seus idosos, mas tudo tem exceção, por exemplo, na minha família, segue os ensinamentos dos meus antepassados, onde as crianças ao aprender a falar, e desde pequeno, já pede benção e dão abraços aos idosos, em sinal de carinho e respeito.

Durante essa Pandemia, classificaram os idosos como componente do grupo de risco, mas na verdade estão no Grupo da Morte. Porque no Grupo de Riscos, estamos todos, (idosos e jovens), porque basta qualquer uma pessoa manter relação íntima (abraços ou apertos de mãos), que fatalmente serão contaminadas,, tanto faz ser jovens ou idoso, rico ou pobre, politico ou autoridades, pois esse vírus não perdoa, mata.

Agora se os idosos forem contaminados, serão internados para morrer, por os idosos têm os órgãos debilitados, tem doenças cardíacas e diabetes, por isso, estão no grupo da morte.
 Infelizmente no Brasil, os idosos são desrespeitados e abusados, mesmo com o Estatuto do Idoso, que no papel dá uma garantia e orientação legal da sociedade e perante aos idosos, não é respeita porque não há fiscalização, e o idoso já com sem as suas forças e mentes já debilitadas, para que o seu direito seja garantido, ainda tem que fazer B.O. para denunciar, e depois ainda tem que provar que foi desrespeitado e abusado, vejam que apesar da lei, mesmo assim, não são amparados.
 Os idosos vivem com salário mínimo que não dá nem para comprar os seus remédios. Mesmo depois de aposentados, têm que trabalhar até morrer fazendo bico como Guarda Noturno ou outras atividades de risco.

E, para piorar o desrespeito com os idosos, o governo atual, faz a Reforma da Previdência, onde taxa os idosos com o valor da alíquota, que vai até 14%, e determina o idoso deverá ficar pagando até a sua MORTE.
 Afinal, ficam as indagações:
 Quem está preocupado com a situação dos idosos?
 Só agora com a crise da Coronavírus?
 É, o Brasil é assim mesmo, na verdade é difícil envelhecer neste país.

Wilson Carlos Fuáh – É Especialista em Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas. Fale com o Autor: [email protected]

Wilson Carlos Fuáh – Economista Especialista em Administração Financeira e Relações Políticas e Sociais em Mato Grosso - [email protected]