Opinião

O poder é dEle

Quando criança, lembro-me de um desenho que eu gostava muito de assistir. O personagem principal se chamava He-Man. Tem até música feita para o personagem que foi gravada pelo grupo Trem da Alegria, que dá muita ênfase no poder do herói.

No desenho, a parte que eu mais apreciava era o momento em que ele dizia: “Eu tenho a força!”. Seus músculos eram de aço, ele lutava pela justiça e era invencível. Eu saía correndo e gritava: “eu tenho a força!”. Pensava que iria mudar a minha performance, entretanto, nada mudava, e eu continuava com a mesma força.

A força do personagem vinha de dentro dele. Ledo engano. A cabeça de menino não entendia o que realmente estava acontecendo. Já adulto, entendo perfeitamente que a nossa força não vem de dentro de nós, mas sim de um Ser supremo.

Na história de Jonas, o profeta fujão, encontramos a clara compreensão do que estamos falando. O poder vem de Deus e não há nenhum ser humano e nenhuma criatura capaz de se assemelhar a Ele.

A missão do profeta era pregar em Nínive, contudo, desobedecendo à ordem de Deus, fugiu para se esconder em outra cidade, cujo nome era Társis. Ao se opor à vontade de Deus, Jonas, nas entrelinhas, estava afirmando que Deus não tinha poder sobre ele. E que Deus não podia fazer milagres e conversões nas vidas dos cidadãos de Nínive.

O que chama atenção é que estamos apresentando a história de um profeta que não acreditava no Poder de Deus. Imagine nós seres humanos mortais! Mas a lição do passado vem ao presente para nos dizer: aprendam a lição. A ordem de Deus deve ser cumprida, pois Ele nos capacitará para tal missão. Não olhe para dentro de si, como no desenho He-Man. O seu foco deve ser Cristo.

Hoje, se olharmos para as nossas vidas, certamente fracassaremos e ficaremos desanimados, uma vez que somos pecadores. E se tivermos a tentação de concentrar as nossas vidas nas mãos de outros indivíduos, é certo que também fracassaremos.

No livro de Jonas 3:2; 5, temos a seguinte redação: “Apronte-se, vá à grande cidade de Nínive e anuncie ao povo de lá a mensagem que eu vou dar a você. Então os moradores de Nínive creram em Deus e resolveram que cada um devia jejuar”. Ao ouvir a mensagem de Jonas, dada por Deus, os moradores da cidade se converteram e se arrependeram dos seus pecados, e a viagem teve êxito. Enfim, a cidade não foi destruída, como Deus tinha dito, devido ao arrependimento do seu povo.

O poder é dEle!

Como seres humanos, às vezes, temos dificuldade de entender essa verdade. Jonas foi apenas um instrumento nas mãos de Deus. He-Man optou por ter o poder dentro de si. Nós temos a possibilidade de buscar o poder em Deus ou tentar com as nossas próprias forças conseguir resolver os dilemas da vida, mas saiba que tudo nesta vida gera consequências.

A história de Jonas é clara: o poder é de Deus. Não importa se você é inteligente, rico, influente, está na mídia, tem os melhores relacionamentos etc., nada disso serve quando estamos com Jesus. Nas dificuldades e intempéries desta vida, Ele é o único que pode nos ajudar e nos salvar.

Francisney Liberato Batista Siqueira - auditor público externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso, palestrante nacional, professor, coach, advogado, contador e escritor